Posts Tagged ‘peça’

h1

Calígula

23/06/2010

Amanhã estreia em Porto Alegre o espetáculo Calígula com Thiago Lacerda e grande elenco!
A peça foi escrita em 1942 por Albert Camus, que ganhou o Prêmio Nobel de Literatura em 1957. Ela conta a história de Gaius Caesar Germanicus, mais conhecido por Calígula, terceiro imperador romano, reinante entre 37 e 41, que ficou conhecido por sua natureza extravagante e por vezes cruel.

Com tradução de Dib Carneiro Neto e direção de Gabriel Villela, o espetáculo traz no elenco Thiago Lacerda, como Calígula; Magali Biff, no papel de Cesônia; Cláudio Fontana, como Cherea; César Augusto, interpretando o senador romano e Ruffius, o poeta; Rogério Romera, como Hélicon; Pedro Henrique Moutinho, como Scipião, poeta; e Helio Souto Jr., no papel do intendente do tesouro romano e Metellus, poeta.

Informações:

Data e horário: de 24 a 27/06, quinta a sábado, às 21h, domingo às 18h

Local: Theatro São Pedro 

Ingressos:
Galeria Lateral – R$25,00
Galeria Central – R$25,00
Camarote Lateral – R$30,00
Camarote Central – R$35,00
Platéia – R$40,00

Desconto de 10% para titulares do Cartão do Clube do Assinante ZH.
Desconto de 50% para titulares do Cartão do Clube do Assinante ZH nos 100 primeiros ingressos (desconto válido somente pela Telentrega Ingresso Show), para titulares do Cartão Petrobrás e 1 acompanhante.
Desconto de 20% para titulares Porto Seguro e 1 acompanhante.

Pontos de venda:
Bilheteria do Theatro São Pedro: de segunda a sexta, das 13h às 18h30 (até às 21h em dias com espetáculos noturnos). Sábados, das 15h às 21h, e domingos das 15h às 18h.
Telentrega Ingresso Show – (51) 8401.0555: de segunda a sexta, das 9h às 19h.

h1

Stand Up Drama

18/05/2010

O espetáculo Stand Up Drama volta aos palcos de Porto Alegre, cheio de novidades!

A novidade nessa temporada é a entrada do jovem ator Samuel Reginatto, 17 anos, contando mais duas novas histórias, no elenco do espetáculo. 
Samuel também pode ser visto no cinema (filme do diretor Esmir Filho), e logo estará em cartaz, no novo filme da  gaúcha Ana Luíza Azevedo.

A peça Santa Up Drama é composta por diversas histórias reais que desafiam a nossa visão de mundo. Cinco atores relatam dez histórias que emocionam e impressionam. São relatos diretos e muito simples, todos bem diferentes, mas impactantes.

O espetáculo é executado nos moldes do stand up, ou seja, um ator de cada vez, que se apresenta em pé, sem acessórios, cenários, caracterização. São depoimentos, testemunhos pessoais, existenciais. Uma ervilha pode adquirir, de repente, uma importância que determina a vida de uma pessoa. Um tapa no rosto pode acabar com a confiança de uma criança pelo seu pai. Não faltam distúrbios, problemas familiares, ou provas de amor e carinho infinito, ou racismo desenfreado. Histórias que desafiam nossas visões de mundo, casos que revelam as forças misteriosas que atuam em nossas vidas, mentes e corpos, em nossas almas.

O diretor Bob Bahlis adaptou sete histórias do livro de Paul Auster, Achei que Deus fosse meu pai, e uma inspirada em um conto do uruguaio Mario Benedetti.

No elenco estão Áurea Baptista, Clóvis Massa, Léo Ferlauto, Patsy Cecato e Samuel Reginatto, sob direção de Bob Bahlis.

Informações:

Data e horário: de 14/05 a 6/06, sextas, sábados e domingos, às 20h

Local: Teatro Carlos Carvalho – Casa de Cultura Mario Quintana (capacidade: 100 lugares)

Ingressos: R$ 20,00 (vendidos no local a partir das 18h30, em dias de espetáculo) 

Descontos: 50%: clube do assinante ZH,  estudantes e terceira idade

h1

Parada 400: convém tirar os sapatos

15/04/2010

O espetáculo foi criado em 2003 pela Santa Estação Cia de Teatro. É realizado a partir de um roteiro teatral criado pelo grupo, através de improvisações e com fragmentos de textos de autores contemporâneos e clássicos. De estilo contemporâneo, a peça foi construída a partir de pesquisa e investigação em relação ao movimento do corpo dos atores e suas possibilidades de significar e comunicar algo.

A mistura das histórias, lembranças e memórias de homens e mulheres estão presentes no espetáculo que faz um olhar sobre morte, amor, guerra, destino, prazer, cotidiano, solidão. Não é utilizado cenário, da forma que a utilização do espaço o “transforma” em múltiplos ambientes.

 

Informações:

Data e horário: 17/04, sábado, às 21h

Local: Theatro São Pedro – Praça da Matriz, s/nº

Ingressos: de R$5,00 a R$25,00

Descontos: 50% para sócios AATSP, idosos, estudantes e classe artística, mediante comprovação; 30% para titular e acompanhante do clube do assinante ZH

h1

Mães e Sogras no Theatro São Pedro

01/04/2010

O musical conta a história de Bella Molodóvski (Margarida Leoni Peixoto), uma mãe judia de 60 e poucos anos, que nutre um amor sufocante e egoísta por seu filho Beto. Há 4 anos fora do Brasil, Beto afasta-se de sua mãe por ela não ter aceitado seu casamento com uma mulher não judia. Junto de sua amiga Anita (Naiara Harry), também uma amorosa e implacável mãe judia, Bella dedica-se a descarregar suas mágoas e frustrações pela ausência do filho em todos que a rodeiam, construindo uma trama hilariante, cruel e surpreendente.

Com do dramaturgo gaúcho Leandro Sarmatz e direção de Marcelo Adams, o espetáculo mescla o cômico e o dramático de forma imprevisível, provocando gargalhadas e lágrimas. As canções ao som de um bandolim, compostas especialmente para a encenação, dão o tom do que se verá sobre o palco: uma história cheia de nuances, profundamente humana.
            
Informações:
 
Data e horário: de 02 a 04/04, sexta e sábado às 21h e domingo às 18h
Local: Theatro São Pedro – Praça da Matriz
Ingressos: platéia R$ 40,00
                      camarote central R$ 30,00
                      camarote lateral R$ 20,00
                      galeria central R$ 10,00
                      galeria lateral R$ 10,00
                      cadeira extra R$ 30,00
 
h1

Stand Up Drama

22/03/2010

Histórias reais que desafiam nossas visões de mundo.

Um encontro seu com a sua emoção.

São atores, mas não deixam de ser pessoas como nós, como vocês.
E então? Estão preparados para se emocionar? Então assistam Stand Up Drama! Pois o drama também virou espetáculo.

O espetáculo estreou no dia 10 de março, em uma nova temporada, todas as quartas e quintas-feiras até 01 de abril. O público assistirá quatro ótimos atores relatando histórias que, além de emocionar, também impressionam. São relatos diretos e simples, todos muito diferentes, mas impactantes. O modelo é mesmo do Stand Up Comedy, ou seja, um ator de cada vez, que se apresenta em pé, de cara limpa, sem acessórios, cenários, caracterização. Porém, são depoimentos, testemunhos pessoais, existenciais no estilo Drama.

Uma ervilha pode adquirir, de repente, uma importância que determina a vida de uma pessoa. Ou um tapa no rosto pode acabar com a confiança de uma criança pelo seu pai. Não faltam distúrbios, problemas familiares, ou provas de amor e carinho infinito, ou racismo desenfreado. Histórias que desafiam nossas visões de mundo, casos que revelam as forças misteriosas que atuam em nossas vidas, mentes e corpos, em nossas almas.

O diretor Bob Bahlis buscou adaptar 7 histórias contidas no livro de Paul Auster, “Achei que Deus fosse meu pai”, e uma outra inspirada em um conto do uruguaio Mario Benedetti.

O que resulta do conjunto de tantas e tais histórias? Risos? Choros?
Pode ser que o que mais perturbe seja o silêncio que há entre as palavras, a impossibilidade de se chegar a uma conclusão frente a nossa simples e, ao mesmo tempo, complexa realidade.

Vejam um pequeno trecho da introdução de Paul Auster, do livro “Achei que Deus fosse meu pai”, que explica a escolha das histórias no espetáculo:

“Todos nós temos uma vida interior. Todos nós sentimos que fazemos parte do mundo e, contudo, nos sentimos exilados dele. Todos nós ardemos nos fogos de nossa existência. As palavras são necessárias para expressar o que está dentro de nós (…)

Você tem de estar disposto a admitir que não possui todas as respostas.

Do contrário, jamais terá alguma coisa importante para dizer”.

Informações: 

Datas e horários: 10 de março a 01 de abril, quartas e quintas-feiras, às 21h

Local: Sala Álvaro Moreyra – Centro Municipal de Cultura, Av. Érico Veríssimo, 307.

Capacidade: 100 Lugares

No elenco: Áurea Baptista, Clóvis Massa, Léo Ferlauto e Patsy Cecato
Produção: Bob Bahlis e Valéria Verba
Direção e texto: Bob Bahlis

h1

Adolescer

20/03/2010

A peça Adolescer abrange diversos temas voltados aos adolescentes, como tecnologia, festas, gravidez, aborto, drogas, vestibular, entre outros. E é justamente por isso, sempre que entra em cartaz, conquista e encanta cada vez mais espectadores.   

Encenada há 8 anos, a peça já foi apresentada em cerca de 50 cidades no estado, Santa Catarina e São Paulo, atingindo mais de 100 mil espectadores. Com espetáculo de aproximadamente uma hora e dez minutos, os artistas encenam, em tom cômico, personagens e situações típicos da fase jovem.

O roteiro da atriz e professora de teatro Vanja Ca Michel mistura também fragmentos dos escritores Moacyr Scliar e Carlos Drummond de Andrade e dos psicanalistas Cybelle Weinberg, José Outeiral e Ruben Alves.
 

Informações:

Data e horários: até 21/03, sextas, sábados e domingos

Local: Teatro Renascença – Centro Municipal de Cultura

Ingressos:  R$ 20,00 (inteira)
                       R$ 16,00 (estudante)
                       R$ 10,00 (terceira idade, titulares do Clube do Assinante ZH e funcionários da prefeitura de Porto Alegre)

h1

Venha ficar Fora do Ar

19/03/2010

E volta aos palcos de Porto Alegre o espetáculo Fora do Ar! Depois de uma temporada no 11º Porto Verão Alegre, a peça volta a ficar em cartaz até 4 de abril no Teatro Bruno Kiefer.
Fora do Ar conta a escalada de um ator em busca da celebridade. No melhor estilo de teatro do absurdo, a peça mostra todas as possibilidades de situações encontradas por pessoas que correm atrás de seus sonhos.

Em cena os atores Cassiano Braga, Leonardo Barison, Patrícia Soso e Felipe Mônaco se transformam em vários personagens para contar muitas histórias com bom humor e uma pitada de ironia. Sem cenários ou figurinos específicos, a principal ferramenta da peça é a expressão corporal dos atores, que exploram o universo dos programas de televisão, da publicidade e do mundo das celebridades.

O espetáculo conta com a direção de Felipe Mônaco e produção de Juliana Brondani

Informações:

Datas e horários: de 13 de março a 04 de abril. Sábados e domingos, às 20h

Local:  Teatro Bruno Kiefer – Casa de Cultura Mário Quintana (Rua dos Andradas, 736)

Ingressos: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (Clube do Assinante ZH, idosos e estudantes), na bilheteria do teatro.